BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Tá tudo bem?
Volta e meia eu fico parada, me observando como se observa um quadro. Olhando pra dentro de mim, cheia de críticas e frustrações.
Meus pulmões, queimados de tanta fumaça - de carro, de cigarro, de maconha, de gente. Eu sinto medo de um dia morrer de enfisema, deve ser uma morte que dói à beça. Mas também tenho medo de morrer de várias outras coisas, como, de qualquer maneira, vou morrendo pelo meio do caminho. Então ficar sofrendo por isso é não perceber as coisas. E eu, olhando pra dentro de mim, costumo me gabar por ser uma boa observadora da maioria das coisas, não gosto de me decepcionar. Muito menos comigo.
Eu tenho várias rachaduras, várias. Piores do que aquelas que se formam no rosto, no canto dos olhos, na testa. Aquelas que aparecem à menção de um sorriso cansado, ao arquear de sobrancelhas de preocupação. Não desmerecendo minhas rugas internas, de modo algum. Não é só porque as externas ainda não apareceram, que as internas não possam presumir tudo que elas presumem. Ou mesmo mais.
Ainda dentro de mim, sei que ainda preciso crescer. Não pra cima, nem pros lados, mas crescer. Preciso expandir muitas coisas, preciso colocar em prática tudo que, lá dentro, já é caso encerrado. Eu preciso crescer para derrubar meus muros - eu preciso fazer mais tours em mim.
Fora isso, as coisas parecem estar em ordem. Coração batendo, leviano. Estômago falhando um pouco, normal, ele sempre falha. Cérebro cansado, consequências do alcoolismo.
Fora isso, tá tudo bem.

1 comentários:

eater disse...

bem...
apenas pensando nos textos do seu blog.
escreve bem você.

cya.